O Rota do Blues Radio é a versão rádio web (podcast) do primeiro programa da TV brasileira a abordar a história do gênero.
A versão web tem a mesma proposta, contar a história do blues através de suas obras sonoras e seus inúmeros interpretes ao longo de sua história centenária.
Um dos destaques principais do programa é mostrar o blues feito no Brasil através de bate-papos com músicos e afins que vivem o cenário do blues nacional.
É só clikar e escolher a edição desejada.
Seja bem-vindo (a) na verdadeira Rota do Blues !!!
The Route of Blues Radio is the web podcast radio version from the first brazilian television program about the history of the gender .
The web version has the same purpose, tells the history of blues thru the sounds and stuffs of their several interprets along this centenary way.
One of the highlights is show the blues made in Brazil over the interviews of the brazillian blues musicians.
Its only to click to choose you desired edition!
You are welcome to the really mean Route of Blues.

sexta-feira, 30 de maio de 2008

Atração 3a edição Rota do Blues Radio

JOHN LEE HOOKER

John Lee Hooker, nascido em 22 de agosto de 1917, em Clarksdale, no Mississippi (como não podia deixar de ser) foi um dos maiores músicos de blues de todos os tempos, famoso por seu blues estilo "boogie" e seu modo de cantar falado. Foi o décimo primeiro filho de uma família de agricultores e cresceu ouvindo músicas religiosas, por influência da família.
Em 1921 seus pais se divorciaram e sua mãe se casou novamente com William Moore, que era um cantor de blues e foi quem lhe ensinou as primeiras noções de como tocar.
Will Moore tocava às vezes com Charley Patton quando ele se apresentava nas redondezas de Clarksdale. Blind Lemom Jefferson e Blind Blacke sempre visitavam Moore para fazerem um som e essa experiência foi significativa para o blues entrar de vez na vida do jovem Hooker.
John Lee Hooker seguiu os passos de seu padastro e começou a tocar em festivais pelo país.
Em 1943 se mudou para Michigan, em Detroit, onde trabalhou numa fábrica de automóveis para se sustentar. Mesmo assim era um freqüentador assíduo da Hasting Street, o coração da música e da cultura negra na zona leste de Detroit. Uma vez ali, Hooker deu vida à sua vocação de músico de blues, com seu estilo rural de falar, muitas vezes errado, cru e elegante ao mesmo tempo, cadenciado por um inconfundível vocal boogie-riff.
Sua carreira começou de verdade em 1948 quando alcançou o sucesso com seu compacto "Boogie Chillen". Como os estúdios na década de 50 sempre pagavam pouco aos artistas negros, Hooker ia de estúdio em estúdio, sempre propondo novas músicas ou variações de alguma já existente. E como esses estúdios não aceitavam ter o mesmo artista, ele usava diferentes nomes, como John Lee Booker, Johnny Hooker ou John Cooker. Suas primeiras gravações foram feitas sob a supervisão de Bernie Besman. John Lee Hooker tocou com um estilo totalmente livre e improvisado, e muito raramente mantinha um ritmo padrão: as mudanças de tempo eram quase que uma regra.
Somente nos anos 60 veio a sua consagração com o grande público, impulsionada principalmente pela turnê feita através da Grã Bretanha em 1963, onde ele se apresentou junto com vários grupos de rock de lá. Em 1980 ele fez uma aparição e cantou no filme musical "Blues Brothers". Outro destaque de sua carreira aconteceu em 1989, quando se juntou à diversos astros convidados, incluindo Keith Richards e Carlos Santana, para a gravação do álbum "The Healer", que acabaria ganhando um Grammy.
Em 2001 teve alguns problemas de doença antes de uma turnê européia e morreu logo em seguida, aos 83 anos de idade. Hooker gravou mais de 100 álbuns e viveu os últimos anos de sua vida em São Francisco, onde era dono de um clube noturno chamado "Boom Boom Room", nome este inspirado em um de seus maiores sucessos.

Fonte: Wikipédia


Nenhum comentário: