O Rota do Blues Radio é a versão rádio web (podcast) do primeiro programa da TV brasileira a abordar a história do gênero.
A versão web tem a mesma proposta, contar a história do blues através de suas obras sonoras e seus inúmeros interpretes ao longo de sua história centenária.
Um dos destaques principais do programa é mostrar o blues feito no Brasil através de bate-papos com músicos e afins que vivem o cenário do blues nacional.
É só clikar e escolher a edição desejada.
Seja bem-vindo (a) na verdadeira Rota do Blues !!!
The Route of Blues Radio is the web podcast radio version from the first brazilian television program about the history of the gender .
The web version has the same purpose, tells the history of blues thru the sounds and stuffs of their several interprets along this centenary way.
One of the highlights is show the blues made in Brazil over the interviews of the brazillian blues musicians.
Its only to click to choose you desired edition!
You are welcome to the really mean Route of Blues.

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Atração programa 6

RL BURNSIDE

Estou reeditando este meu texto de setembro, adicionando um vídeo do fantástico RL Burnside. Este vídeo, é parte do maravilhoso filme Deep Blues, de Robert Palmer.É notável a habilidade do velho bluesman, e como o povo do local se aglomera para vê-lo tocar sua guitarra na soleira da varanda de sua humilde casinha, como muitas no Delta do Mississíppi. Procurem escutar mais o som deste bluesman realmente enigmático.Até as galinhas se aproximam ao som do RL!!
R.L. Burnside, nasceu no Condado de Lafayette, perto de Oxford, Mississipi, em 1926. Ainda jovem, se mudou para o Condado de Marshall mais ao norte, para trabalhar como meeiro numa plantação. Inspirado no Hit Boogie Chillun de John Lee Hooker, em 1950 iniciou a cantar blues e tocar guitarra. Além de Boogie Chillun, o Disco Hooker 45 rpm e outras forças influenciaram R.L., como Mississíppi Mc Dowell e Rannie Brunette.
Desesperado com o fracasso das colheitas, R.L. migrou para Chicago, na esperança de dias melhores, mas Chicago não colaborou. No espaço de um mês, R.L. perdeu pai, irmão e tio, assassinados. Nas músicas ´Hard Times, Killing Floor` e R. L.´s Story, ele conta estas tristes passagens dos primeiros tempos de Chicago. Por volta de 1959, ele retorna ao Mississíppi, novamente para trabalhar na lavoura, e constituir família. Iniciou tocando à noite nos finais de semana.
Seus primeiros discos apareceram em 1967, uma compilação pela Arhoolie. Apesar de R.L. preferisse guitarra elétrica, a moda, o modismo recomendava que se gravasse acústicos. Estas gravações levaram R.l. a ter algum reconhecimento e empreender tournês locais e para fora. Nos anos 70 e 80, tocou com uma banda da família chamada Sound Machine. Mas eram pouco conhecidos fora do Norte do Mississíppi, embora bem conhecidos no local.
Tudo começou a mudar na vida de R.L., nos anos 90 quando o escritor Robert Palmer, autor do livro Deep Blues, que contava a vida dos bluesmen do Delta, resolveu fazer um documentário, um filme com o mesmo título do livro. Deep Blues levou R.L. ao estrelato.
Logo em seguida Palmer produziu R.L. com o álbum Tôo Bad Jim para a incipiente gravadora indie, Fat Possum Records. Junto com o álbum de Junior Kimbrough ´all Night Long`, foi considerado um dos melhorese influentes álbuns de blues dos anos 90.
Tôo Bad Jim, chamou a atenção de Jon Spencer, um dos remanescente do movimento pós punk, que convidou R.L. a fazer parte de sua Jon Spencer Blues Explosion Band, e excursionar exaustivamente. A parceria levou ao lançamento de outro álbum fantástico pela mesma Fat Possum, e se chamava An Ass Pocket of Whiskey, onde havia um apelo adolescente com participação de uma turma bem jovem. R.L. se tornou um campeão de vendas no mercado de gravação indie. Em 1997, R.L. gravou Mr Wizard em parceria entre Fat Possum e a distribuidora Epitaph. O álbum apresenta R.L. em turnês pesadas com companhia do neto Cedric Burnside e o filho adotivo Kenny Brown. Em 1998, gravou Come On In, o qual confronta seu blues de raiz, com a música eletrônica moderna graças ao apoio do produtor Tom Rothrock (o mesmo de Beck e Elliot Smith). Foi um álbum com uma crítica respeitável cujo hit ´It´s Bad You Know` fez parte da trilha sonora da Série Família Soprano, da HBO, junto com Keb Mo.
Em 2001 gravou o excelente ´I Wish I Was In Heaven Sitting Down`, outro sucesso.
O som de R.L. sempre foi assim, explosivo, emocionante, e é impressionante notarmos o vigor físico, a visão deste bluesmen que flerta com a modernidade juntando a crueza, a pureza do blues, com a explosão dos ritmos eletrônicos como house, techno, trance...pois eu e o Fábio sempre estamos discutindo música, e falei a ele que ia fazer um post deste bluesman visionário, muitos anos luz à frente de seu tempo. Conheço o som dele. é enigmático, impressionante.....
Ou seja, merece uma audição pois o cara é demais mesmo, uma fera..

OBS: Burnside estava com a saúde em declínio desde cirurgia cardíaca, em 1999. Ele faleceu em St. Francis Hospital em 1 de setembro de 2005 com a idade de 78. ...
www.fatpossum.com

http://www.youtube.com/watch?v=HcqiiWO0Rkc

por

Ricardo Neves Gonzalez


Nenhum comentário: