O Rota do Blues Radio é a versão rádio web (podcast) do primeiro programa da TV brasileira a abordar a história do gênero.
A versão web tem a mesma proposta, contar a história do blues através de suas obras sonoras e seus inúmeros interpretes ao longo de sua história centenária.
Um dos destaques principais do programa é mostrar o blues feito no Brasil através de bate-papos com músicos e afins que vivem o cenário do blues nacional.
É só clikar e escolher a edição desejada.
Seja bem-vindo (a) na verdadeira Rota do Blues !!!
The Route of Blues Radio is the web podcast radio version from the first brazilian television program about the history of the gender .
The web version has the same purpose, tells the history of blues thru the sounds and stuffs of their several interprets along this centenary way.
One of the highlights is show the blues made in Brazil over the interviews of the brazillian blues musicians.
Its only to click to choose you desired edition!
You are welcome to the really mean Route of Blues.

domingo, 15 de junho de 2008

Atração 4a edição Rota do Blues Radio


JOHN KAY & THE SPARROW

O grande Revival do blues nos anos 60 produziu uma horda de seguidores por todos os cantos.
John Kay nasceu na Alemanha, mas foi criado em Toronto, no Canadá. Desde a adolescência, identificava-se com a música e começou a trabalhar em uma rádio amadora, onde podia até tocar seu ritmo preferido, o blues. Com um violão na mão, Kay tocava blues acústico nos bares de Toronto. Graças a essas pequenas apresentações, Kay foi convidado, em 1965, a fazer parte da banda de blues, The Sparrow (Os Pardais) Eles tocaram em Nova York e São Francisco, nos Estados Unidos, e após dois anos de tentativa de lançar um disco, a banda terminou. Tudo que foi registrado dos Sparrow, hoje, felizmente, temos acesso e o Rota do Blues Radio comparilha com vc o embrião do que viria a ser o Steppenwolf. Quando se fala em Steppenwolf é preciso ter em mente a música “Born to Be Wild”, sucesso absoluto em 1968, que projetou o grupo. A canção se tornou uma espécie de hino da rebeldia da década de 60. O nome da banda foi depois mudado para John Kay and Steppenwolf devido à grande influência do vocalista em toda a trajetória do grupo formado no sul da Califórnia, que teve seu nome inspirado em um dos romances do escritor Herman Hesse. John Kay continua fazendo suas apresentações por todo planeta tocando os velhos clássicos do "Lobo da Estepe" sem esquecer sua maior paixão, os blues.

Nenhum comentário: